segunda-feira, 31 de maio de 2010

TRATADO DE REFINAMENTO

VÂNIA BASTOS VÂNIA BASTOS                                     
Na Boca do Lobo 
Lua Music

Apesar de nascido no Rio de Janeiro, Edu Lobo foi criado no Recife, o que faz de sua música um intenso cruzamento de sonoridades, origens e propósitos. Para abordar seu cancioneiro são necessárias técnica e compreensão absolutas da intenção de cada tema, de cada acorde, de cada palavra. Vânia Bastos se entrega de corpo e alma à empreitada em Na Boca do Lobo, seu décimo-primeiro trabalho. O resultado é sublime.

Vania Bastos - Nabocadolobo  por  Rita Bastos Uma de nossas melhores cantoras, a paulista de Ourinhos navega pelo mar de acordes de Edu Lobo com segurança e propriedade. Vai da marcha-rancho ao samba-canção-blues, passando por valsa e samba-candomblé. Em alguns casos os arranjos primorosos de Ronaldo Rayol, diretor musical do disco, subvertem a ótica original dos temas, o que lhes dá ainda mais frescor. A voz de Vânia veste com tintas corretas e emocionantes todas as doze faixas, entre elas Upa Neguinho (Edu Lobo/Gianfrancesco Guarnieri), Tempo Presente (dele e Joyce), No Cordão da Saideira (Edu), Vento Bravo (Edu/Paulo César Pinheiro), O Circo Místico (Edu/Chico Buarque), Viola Fora de Moda (parceria com Capinam). Em Gingado Dobrado (Edu Lobo/Cacaso), Vânia Bastos faz dueto com o homenageado. Produzido por Thiago Marques Luiz. Obra de fina ourivesaria.

www.myspace.com/vaniabastos

5 comentários:

Genteboa disse...

A beleza desta crítica me deixa com muita vontade de ouvir o colorido deste CD. Parabéns ao crítico e ao criticado! Muito sucesso para Vânia Bastos com seu "NaBocaDoLobo".

Anônimo disse...

a Boa Musica nos faz sentir mais vivos, nos faz enchergar o Mundo com mais beleza, nos traz esperança de uma sociedade mais digna.

Anônimo disse...

A VANIA QUANDO CANTA MEUS MALES ESPANTA.

Anônimo disse...

Vânia Bastos é especial.
Sua crítica me instiga a comprar o disco. Deve ser lindo mesmo. Tudo que Bastos faz é inspirador.

Marcio Markques disse...

Com a linda voz que Deus deu para essa Singular, Bela, Linda, Necessária Cantora, é quase pecado acreditar que em suas mãos, ela não transformaria esse ouro, nesse fino trabalho de ourivesaria, como bem colocou Spessoto, que se revela com toda certeza como um dos melhores discos de sua carreira e dos melhores do ano. Vale a pena ouvir e absorver cada nota e cada respirar, desde Casa Forte até a faixa que encerra o disco, Meia Noite!