sexta-feira, 30 de maio de 2008

POP COM PESO E QUALIDADE

TOTO
Falling In Between
Eagle Vision/ST2

A banda norte-americana Toto nasceu em 1976, criada por excepcionais músicos de estúdio, liderados por Steve Lukather (voz, guitarra), Bobby Kimball (voz) e Jeff Porcaro (bateria). O sucesso foi imediato. Ao longo dos anos, o Toto emplacou hits como Africa, Lea, I'll Be Over You, Rosanna, Hold The Line, Caught In The Balance e Bottom Of Your Soul. Com a morte de Jeff Porcaro em 1992, o Toto quase encerrou carreira, mas seus integrantes decidiram seguir em frente. Hoje, após algumas mudanças na formação, continua firme e forte.

Este DVD traz o mesmo show que o grupo fez no Brasil em novembro do ano passado. Atualmente o Toto é formado por Steve Lukather, Bobby Kimball, Tony Spinner (guitarra, voz), Simon Philips (bateria) e, em participações especiais, Lee Sklar, lendário baixista que já trabalhou com James Taylor e Phil Collins, e o multitecladista Greg Phillinganes. Estão aqui os clássicos citados acima e outros bons temas como Falling In Between, King Of The World, Pamela, Stop Loving You e I'll Supply The Love. O show foi gravado em março de 2007 no Le Zenith, em Paris. Pop de primeira linha, por uma banda exemplar.

Site oficial: www.toto99.com

Duração total: 140 minutos
Extras: entrevista com a banda
Legendas: inglês, francês, espanhol
Áudio: DTS, Dolby Digital 5.1, Dolby Digital 2.0
Região 0 (roda em qualquer aparelho)

PATTY ASCHER HOMENAGEIA BURT BACHARACH COM SHOW EM SÃO PAULO

A cantora Patty Ascher apresenta neste sábado, 31 de maio, no Teatro Frei Caneca, na capital paulista, o show Bacharach Bossa Club, que tem por base o CD homônimo, lançado pela Albatroz em 2007 e produzido por Roberto Menescal. No disco, Patty interpreta clássicos do maestro, arranjador e compositor norte-americano Burt Bacharach em levada de Bossa Nova.

O show tem direção de Luiz Carlos Miele (que faz também participação especial) e roteiro do jornalista Toninho Spessoto. A direção musical é do maestro Marco Pontes. No repertório, canções de Bacharach (que completou 80 anos no último dia 12) em parceria com o letrista Hal David, entre elas Raindrops Keep Fallin' On My Head, Wives And Lovers e One Less Bell To Answer, além de um set com sucessos da Bossa Nova, esta com participação também do cantor Carlos NavasBurt Bacharach virá ao Brasil em outubro, para concertos no Rio e São Paulo. A própria Patty Ascher está à frente da equipe de produção dos shows.

Site oficial: www.pattyascher.com

SERVIÇO:
PATTY ASCHER, no show Bacharach Bossa Club
Sábado, 31 de maio, às 21 horas
Teatro Frei Caneca (Shopping Frei Caneca) - Rua Frei Caneca, 569 - 6o andar - Consolação, São Paulo

Ingressos a R$ 40,00 (estudantes pagam meia entrada)
Informações: (11) 3472 2226 - www.teatroshoppingfreicaneca.com.br

RETRATO DAS PEDRAS QUE ROLAM

JOSÉ EMILIO RONDEAU & NELIO RODRIGUES
Sexo, Drogas e Rolling Stones
Editora Agir

A longevidade dos Rolling Stones é algo que impressiona. Vez por outra surgem rumores dando conta da separação da banda, mas o fato é que Mick Jagger, Keith Richards, Ron Wood e Charlie Watts seguem trabalhando juntos, embora tocando projetos particulares em paralelo. Depois deste assumido nariz-de-cera, vamos aos fatos: o livro Sexo, Drogas e Rolling Stones, dos jornalistas José Emilio Rondeau e Nelio Rodrigues, traça um interessante retrato do quarteto ao longo de seus (até agora) 46 anos de carreira.

Lançando mão de grande volume de informações e de vasto e rico material fotográfico, os autores relatam em detalhes e fatos curiosos a trajetória dos Stones, dos primórdios à produção do documentário/show Shine a Light, dirigido por Martin Scorsese. Há, inclusive, minúcias sobre as vindas oficiais e não-oficiais dos músicos ao Brasil. Além do sabor das histórias em si, o livro tem como atrativo o ritmo da narrativa, propiciado pela experiência de José Emilio Rondeau como cineasta. Trata-se de trabalho elaborado e consistente de pesquisa, é fonte de referência para fãs dos Rolling Stones e pesquisadores musicais. Suas 352 páginas merecem ser lidas com atenção, de preferência com os discos da banda ao fundo.

quinta-feira, 29 de maio de 2008

MILTON NASCIMENTO REVERENCIA A BOSSA NOVA EM SÃO PAULO

Nesta sexta, sábado e domingo, 30 e 31 de maio e 1o de junho, Milton Nascimento e o Jobim Trio estarão se apresentando no Tom Jazz, em São Paulo. No repertório dos shows, canções do CD Novas Bossas, lançado pelo cantor há dois meses por seu selo, Nascimento, e que reverencia os cinquenta anos da Bossa Nova.

O Jobim Trio é formado por Paulo e Daniel Jobim, respectivamente filho e neto de Tom Jobim, e por Paulo Braga. No repertório dos espetáculos, canções do CD como Chega de Saudade, Cais, Samba do Avião, Tudo Que Você Podia Ser e outros clássicos do repertório de Milton Nascimento, entre eles Fé Cega, Faca Amolada, Maria, Maria, Cravo e Canela e Para Lennon e McCartney.

SERVIÇO:
MILTON NASCIMENTO & JOBIM TRIO, no show Novas Bossas
Sexta e sábado, 30 e 31 de maio, e domingo, 1o. de junho; sexta e sábado às 20 e 22h30, domingo às 19 horas
Tom Jazz - Avenida Angélica, 2331 - Higienópolis, São Paulo

Couvert artístico de R$ 200,00 a R$ 220,00
Informações: (11) 3255 3635 - www.tomjazz.com.br

PACOTE SOBERANO

ANTONIO CARLOS JOBIM
Brasileiro - caixa c/ 8 CDs
The Composer Of Desafinado Plays
Wave
Tide
Passarim
Rio Revisited
Universal

ELLA FITZGERALD
Ella Abraça Jobim
Universal

Os 50 anos da Bossa Nova vêm sendo comemorados de diversas formas, incluindo lançamentos e relançamentos de CDs. A Universal Music coloca no mercado a caixa Brasileiro, de Antonio Carlos Jobim, com cinco CDs de catálogo e três coletâneas, estas montadas especialmente para o produto. De quebra, reedita mais cinco discos do Maestro Soberano e um de Ella Fitzgerald com repertório jobiniano. Trata-se de material precioso, que merece figurar em qualquer acervo.

Na caisa estão os discos Caymmi Visita Tom (Elenco, 1964), que reúne Jobim e Dorival mais Nana, Dori e Danilo Caymmi, em canções como Saudade da Bahia e Inútil Paisagem, Matita Perê (Philips, 1973), com a primeira gravação do autor para Águas de Março, Elis & Tom (Philips/MGM, 1974), histórico encontro de Tom Jobim e Elis Regina com arranjos de César Camargo Mariano e momentos antológicos como Águas de Março, Triste e Só Tinha De Ser Com Você, Edu & Tom (PolyGram, 1981), encontro de Tom Jobim e Edu Lobo com canções como Pra Dizer Adeus, Luiza, Vento Bravo e Chovendo na Roseira, a trilha do filme Garota de Ipanema (Philips, 1967), com canções de Tom, Vinícius e Chico Buarque e orquestrações de Eumir Deodato, e as coletâneas Tom Masculino, Tom Feminino e Tom Pra Dois (esta, de duetos), todas com fonogramas extraídos do acervo da Universal Music. Dos chamados 'discos de carreira', o único praticamente inédito em CD era a trilha de Garota de Ipanema, antes lançada na caixa com a discografia de Vinícius de Moraes, em 2000.

Os outros seis discos são igualmente interessantes. The Composer Of Desafinado Plays (Elenco/Verve, 1963) lançou Tom Jobim no mercado americano. Com produção de Creed Taylor e arranjos do alemão Claus Ogerman, tem temas como Garota de Ipanema, Insensatez, Corcovado e Desafinado. Wave (A&M Records, 1967) também foi produzido por Creed Taylor com arranjos de Claus Ogerman. Entre as canções, Triste, Lamento, Wave e Captain Bacardi. Tide (A&M, 1971) é mais uma produção de Taylor, desta vez com arranjos de Eumir Deodato. No repertório, canções como Carinhoso, Tide e The Girl From Ipanema. Passarim (Verve, 1987), gravado por Tom Jobim com a Banda Nova, foi produzido por Paulo Jobim e Jaques Morelembaum e traz clássicos como Tema de Amor de Gabriela, Passarim e Luiza. Rio Revisited (Verve, 1992) foi gravado ao vivo em Los Angeles e traz Tom e a Banda Nova em temas como Dindi, Wave, Samba do Avião e Sabiá. Gal Costa faz participação especial em algumas faixas. Fechando o pacote, Ella Abraça Jobim - Ella Fitzgerald Sings The Antonio Carlos Jobim Songbook (Pablo, 1981), com a dama suprema do jazz interpretando canções de Tom, acompanhada por um timaço de feras que inclui Paulinhos brasileiros Oscar Castro Neves e Paulinho da Costa, além de Joe Pass, Abraham Laboriel, Clark Terry e Toots Thielemans. Entre os temas, Bonita, Triste e A Felicidade. Todos os discos foram remasterizados digitalmente e mapeiam boa parte da obra de Tom Jobim

MÁGICAS TECLAS

GISBRANCO
GisBranco
Delira Música

Em seu primeiro disco, o duo GisBranco, formado pelas pianistas Bianca Gismonti e Claudia Castelo Branco, faz um colorido passeio por temas clássicos da música brasileira e composições inéditas. Com habilidade, criatividade e uma boa dose de saudável ousadia, as jovens instrumentistas subvertem harmonias e ritmos e acabam por descobrir matizes inusitados em melodias conhecidas.

Exemplos disso estão em Nanã (Coisa no. 5), de Moacir Santos e Mário Telles, tema de origem afro transformado em valsa-jazz, Brejeiro, de Ernesto Nazareth, choro que ganha balanço ainda mais contagiante, Por Toda Minha Vida (Tom Jobim/Vinícius de Moraes), canção recheada de improvisos jazzísticos, e Choro Pro Zé (Guinga/Aldir Blanc), vertido num delicioso maxixe. As pianistas mostram também qualidade como compositoras, em Titozinho (Claudia) e GisBranco (de Bianca, filha de Egberto Gismonti). Em A Fala da Paixão (Egberto Gismonti), fazem afinados vocalises. Música brasileira mesclada ao approach do jazz, num dos melhores trabalhos instrumentais do ano. 

AS VOZES DO BRASIL

MULHER 80
Várias Intérpretes
Som Livre/Globo Marcas/Biscoito Fino

O seriado Malu Mulher, apresentado pela TV Globo em 1979 e 1980, foi um marco na televisão brasileira. Criado, escrito e dirigido por uma grande equipe liderada pelo craque Daniel Filho, relatava as desventuras amorosas e profissionais de Malu, interpretada por Regina Duarte, que vivia às turras com o ex-marido (Dênis Carvalho) e às voltas com a educação da filha adolescente (Narjara Turetta). Do sucesso do seriado nasceram dois belos filhotes: o CD com a trilha do seriado e um especial musical, Mulher 80, transmitido pela Globo no final de 1979 e que chega agora ao DVD.

Dirigido por Daniel Filho com produção musical de Guto Graça Mello, o programa reuniu as cantoras que mais faziam sucesso à época. Regina Duarte foi a apresentadora. O elenco estelar trazia Elis Regina, Maria Bethânia, Simone, Gal Costa, Rita Lee, Zezé Motta, Marina, Fafá de Belém, Joanna e o Quarteto Em Cy. O especial teve, ainda, participações especiais de Rosinha de Valença (ao violão, acompanhando Maria Bethânia em Álibi, de Djavan) e Ângela Rô Rô (ao piano com Marina em Não Há Cabeça, de sua autoria).

Entre as canções, Começar de Novo (de Ivan Lins e Vitor Martins, tema do seriado) com Simone, O Bêbado e a Equilibrista (João Bosco/Aldir Blanc) com Elis Regina, Mania de Você (Rita Lee/Roberto de Carvalho) com Rita Lee, e Que Me Venha Esse Homem (Bruna Lombardi/ David Tygel), com Fafá de Belém. Como extra, entrevistas com Daniel Filho e Guto Graça Mello revelando detalhes da produção do programa. O áudio e o vídeo foram restaurados digitalmente. Momento de peso da televisão e da música do Brasil, felizmente resgatado.

Duração total: 65 minutos
Extras: entrevistas
Legendas: português, inglês
Áudio: Dolby Digital 2.0
Região 0 (roda em qualquer aparelho)




Rita Lee em Mania de Você (Rita Lee/Roberto de Carvalho), do especial Mulher 80, da TV Globo, lançado em DVD (Som Livre/Globo Marcas/Biscoito Fino, 2008)

CEUMAR GRAVA DVD E CD AO VIVO EM SÃO PAULO

A cantora e compositora mineira Ceumar, uma das grandes revelações da música popular brasileira nos últimos dez anos e com sólida carreira internacional, faz temporada de quinta, 29 de maio, a domingo, 1o de junho, no Teatro FECAP, em São Paulo, para gravação de seu quarto CD e primeiro DVD. No dia 29, terá como convidado o pianista cubano Yanel Matos. Nos outros dias a participação especial será do cantor, compositor e percussionista mineiro Sérgio Pererê. Ceumar se acompanhará ao violão.

A artista interpretará, entre outras canções, Oração do Anjo (Ceumar/Mathilda Kóvak), Feliz e Triste (Ceumar/Kléber Albuquerque), Lua Vazia (Ceumar/Tata Fernandes), Andar Só (Ceumar/Cláudia Dorei), Gira de Meninos (Ceumar/Sérgio Pererê), Parque da Paz (Ceumar), Mochilinha de Porquês (Ceumar/Gero Camilo), Arranha-Céu (Ceumar/Sandra Lacerda), Marte (Ceumar/Déa Trancoso), Um Dia de Chuva (Yaniel Matos/Du Moreira/Ricardo Mosca/Ceumar) e Dança (Yaniel Matos/Ceumar).

SERVIÇO:
CEUMAR - shows de gravação de CD e DVD
De quinta, 29 de maio, a domingo, 1o de junho - de quinta a sábado, às 21 horas; domingo, às 19 horas
Teatro FECAP - Av. Liberdade, 532 - Liberdade, São Paulo

Ingressos a R$ 20,00
Informações: (11) 3188 4149 - www.fecap.br

BETH CARVALHO VOLTA AO CIRCO VOADOR

A cantora Beth Carvalho é a atração desta quinta-feira, 29 de maio, na abertura do projeto Samba Social Clube, da MPB FM. O show acontece no Circo Voador, Rio de Janeiro. O projeto tem por objetivo aproximar sambistas consagrados e músicos da nova geração. Está ligado ao programa Samba Social Clube, apresentado pela MPB FM (90,3 MHz, Rio de Janeiro, e www.mpbfm.com.br) aos sábados e domingos, das 12 às 14 horas.

Nesse espetáculo, Beth relembrará clássicos do repertório como Andança (Edmundo Souto/Paulinho Tapajós/ Danilo Caymmi), Folhas Secas (Nelson Cavaquinho/Guilherme de Brito), As Rosas Não Falam (Cartola) e Coisinha do Pai (Jorge Aragão). Mostrará também canções de seu CD e DVD mais recentes, Beth Carvalho Canta o Samba da Bahia, como Maracangalha (Dorival Caymmi) e Verdade (Nelson Rufino). A abertura da noite ficará por conta do grupo Galocantô.

SERVIÇO:
BETH CARVALHO, na abertura do projeto Samba Social Clube
Abertura: GALOCANTÔ
Quinta, 29 de maio, às 22 horas
Circo Voador - Rua dos Arcos, s/n - Lapa, Rio de Janeiro

Ingressos a R$ 40,00 (estudantes pagam meia entrada)
Informações: www.mpbfm.com.br

terça-feira, 27 de maio de 2008

TONS ABAIXO

LISA ONO
Ipanema - The Music of Antonio Carlos Jobim
Deckdisc

O cïnquentenário da Bossa Nova vêm sendo alvo de inúmeras comemorações ao redor do mundo. Em alguns casos, vêm sendo vítima também. É o que ocorre através deste CD da paulistana Lisa Ono, radicada no Japão desde os dez anos de idade. Ao longo do tempo, ela vem gravando discos vertendo tudo o que encontra pela frente em Bossa Nova, e em idiomas como português, francês, japonês, italiano e espanhol. O resultado é sempre igual: discos cansativos, com a cantora imprimindo seu tom de voz monocórdico, sem cor, sem modulação. Falta vida às interpretações.

Este Ipanema - The Music Of Antonio Carlos Jobim não foge à regra. Nem o fato de ter sido produzido por Paulo e Daniel Jobim, respectivamente filho e neto de Tom, salva o trabalho da mesmice. O repertório tem clássicos como Garota de Inapema, Samba de Uma Nota Só, Brigas Nunca Mais, Fotografia, Samba do Avião e temas pós-bossa como Águas de Março, Falando de Amor e Sabiá. São canções maravilhosas, isso não se discute. Mas não ganham nada em criatividade ou emoção na voz de Lisa Ono.

TEATRO CROWNE PLAZA FECHA AS PORTAS NESTA QUARTA-FEIRA

São Paulo perde um dos seus mais importantes espaços culturais. Nesta quarta-feira, 28 de maio, o Teatro Crowne Plaza, situado no hotel de mesmo nome, encerra suas atividades após dezoito anos de intenso trabalho em prol da música, teatro e dança. O motivo: o edifício em que funciona o hotel foi vendido à Procuradoria da República, que ali instalará uma gigantesca repartição pública...

Pelo palco do Crowne Plaza passaram centenas de grandes artistas dos mais variados gêneros. Com o encerramento de suas atividades, a cidade de São Paulo fica mais pobre culturalmente. E o setor hoteleiro perde um importante polo de negócios, visto que o Crowne Plaza está situado à Rua Frei Caneca, travessa da Avenida Paulista, um dos mais importantes centros econômicos do planeta. O último espetáculo a ser apresentado no teatro é o show do violeiro e artesão Levi Ramiro (foto abaixo), mostrando canções de seu novo CD, Nosso Quintal.

O Blog ACORDES lamenta profundamente a perda desse importante espaço cultural da cidade de São Paulo. E lamenta profundamente a falta de sensibilidade de nossos governantes. Perde o segmento artístico, perde o setor hoteleiro. Aproveitamos para agradecer ao programador cultural do Crowne, Carlos Mamberti, que durante anos ofereceu à cidade eventos de reconhecida qualidade artística. Pobre do país que não preserva seus espaços culturais...

SERVIÇO:
LEVI RAMIRO - show de lançamento do CD Nosso Quintal, marcando o encerramento das atividades do Teatro Crowne Plaza
Quarta-feira, 28 de maio, às 21 horas
Teatro Crowne Plaza (Hotel Crowne Plaza) - Rua Frei Caneca, 1360 - Cerqueira César, São Paulo

Grátis
Informações: (11) 3289 0985

TROVADORES URBANOS HOMENAGEIAM SILVIO CALDAS NO VILLAGGIO CAFÉ

Os Trovadores Urbanos - Juca Novaes, Maída Novaes, Eduardo Santhana, Valéria Caram - apresentam-se nesta terça-feira, 27 de maio, no Villaggio Café, em São Paulo. O grupo, que se tornou conhecido por suas belas serenatas, homenagia o grande Silvio Caldas. O 'Caboclinho Querido', como era conhecido, completaria cem anos em 2008.

Silvio Caldas e os Trovadores Urbanos tiveram contato direto nos últimos anos da vida do cantor. Fizeram várias turnês de sucesso juntos. Silvio chegou a participar de um dos discos do grupo. Nesta merecida homenagem, os Trovadores relembrarão clássicos do repertório do artista como Pastorinhas (João de Barro e Noel Rosa), Chão de Estrelas (de Silvio Caldas, em parceria com Orestes Barbosa) e Como os Rios Que Correm Pro Mar (Custódio Mesquita e Evaldo Ruy). Serão acompanhados por Ítalo Perón (violão) e João Macacão (músico que acompanhou o cantor por trinta anos, no violão de sete cordas).

SERVIÇO:
TROVADORES URBANOS, em homenagem a Silvio Caldas
Terça, 27 de maio, às 21 horas
Villaggio Café - Rua Teodoro Sampaio, 1229 - Pinheiros, São Paulo

Couvert artístico a R$ 15,00
Informações: (11) 3571 3730 - www.villaggio.com.br

domingo, 25 de maio de 2008

UMA HARPA, UMA VOZ

CRISTINA BRAGA & EUGENE FRIESEN
Paisagem: Grandes Canções Brasileiras
Biscoito Fino

A harpista carioca Cristina Braga, uma das mais respeitadas e requisitadas em todo o mundo, vem soltando a voz em seus trabalhos. Este é o segundo CD em que a moça mostra seu timbre delicado e docemente afinado. Ela não possui grandes recursos técnicos, mas essa carência é compensada com doses generosíssimas de emoção e brejeirice. Cristina não tem vozeirão, mas sabe utilizar o potencial que possui.

A artista divide as interpretações com o violoncelista norte-americano Eugene Friesen, que também arrisca alguns vocais além de tocar seu instrumento com enorme perícia e sensibilidade. O CD, produzido pelo contrabaixista e violonista Ricardo Medeiros, tem arranjos criativos que resultam em soluções harmônicas inusitadas para temas já conhecidos.

O repertório é de primeira, com canções como Disparada (Geraldo Vandré/Théo de Barros), Inútil Paisagem (Tom Jobim/Aloysio de Oliveira - letra em inglês de Ray Gilbert), Pedaço de Mim (Chico Buarque), Atrás da Porta (de Chico e Francis Hime, com este ao piano), Valsa Brasileira (Chico Buarque/Edu Lobo) e Triste (Tom Jobim). Em todas, as interpretações emocionadas de Cristina Braga. Ah, a moça toca harpa também. Divinamente, diga-se. Belo disco. 

NO RIO DE JANEIRO, UM SHOW EM HOMENAGEM A WILLIANS PEREIRA

Nesta terça, 27 de maio, o violonista, compositor e arranjador carioca Willians Pereira, morto ano passado em acidente aéreo no Recife, será homenageado no Centro Cultural Solar de Botafogo, no Rio de Janeiro. Músicos que com ele atuaram apresentarão o show O Encanto e a Delicadeza: Uma Homenagem à Arte de Willians Pereira, relembrando esses trabalhos.

Estarão no palco Marianna Leporace, Cyda Olímpio, Gilson Peranzzetta, PC Castilho, Maurício Einhorn, Mauro Senise, Vika Barcellos, Denilson Santos, Márcio Thadeu, Maria Olivia, Patrícia Soter, Pedro Pereira, Solange Canavarro e Wallace Rangel, com roteiro e apresentação de Márcio Moura. Serão acompanhados por Léo de Freitas (teclado), Pedro Araújo (guitarra), Thiago Silva (violão), Vinnie Lobo (baixo) e Rodrigo Reis (percussão). Justa homenagem a Willians Pereira, grande músico e um ser humano da melhor qualidade.

SERVIÇO:
O ENCANTO E A DELICADEZA - show em homenagem a Willians Pereira
Terça, 27 de maio, às 20h30
Centro Cultural Solar de Botafogo - Rua General Polidoro, 180 - Botafogo, Rio de Janeiro

Ingressos a R$ 1 (um real)
Informações: (21) 2542 5411/(21) 2542 9458

sexta-feira, 23 de maio de 2008

O SABOR BRASILEIRO DE CARLY SIMON

CARLY SIMON
This Kind Of Love
Hear Music/Universal

Carly Simon ouve discos de Tom Jobim e dos violonistas Luiz Bonfá e Laurindo Almeida desde a infância. A sonoridade brasileira a influenciou decisivamente ao longo da carreira. Basta citar, por exemplo, We Have No Secrets, de 1972, uma de suas canções mais conhecidas, pura bossa nova. Agora a paixão pela música do Brasil se explicita através do álbum This Kind Of Love, que marca a estréia de Carly na Hear Music, gravadora do conglomerado Starbucks, que já tem no cast, entre outros astros, seu ex-marido James Taylor, Joni Mitchell e Paul McCartney. Em várias faixas, os ecos da Bossa Nova se fazem presentes.

Co-produzido por Frank Filipetti e pelo grande compositor Jimmy Webb, responsável pelos arranjos (todos deslumbrantes, diga-se), o disco traz histórias de amor contadas com a musicalidade esmerada e as letras agridoces e bem construídas de Carly Simon. Os filhos Ben e Sally, do casamento com James Taylor, participam em composições e (no caso de Ben) arranjos. Entre as canções, a dolorida valsa folk Too Soon To Say Goodbye, o tango pop Sangre Dolce, a balada-bossa This Kind Of Love e as bossas In My Dreams e The Last Samba. Trabalho bonito e elegante.

Site oficial: www.carlysimon.com

JOBIM, GERSHWIN E AS VOZES

BR6
Here To Stay
Biscoito Fino

O grupo vocal BR6 - Augusto Ordine, Crismarie Hackenberg, Deco Fiori, Marcelo Caldi, Naife Simões, Simô -, um dos melhores da música brasileira, lança pela Biscoito Fino seu segundo CD, Here To Stay, com canções de Antonio Carlos Jobim e dos irmãos George e Ira Gershwin, todas interpretadas a cappella, ou seja, sem acompanhamento instrumental. O trabalho, lançado em 2007 nos Estados Unidos, vem colecionando prêmios. Com justiça.

A qualidade do repertório é inquestionável. De Jobim estão presentes, entre outros clássicos, Water To Drink (Água de Beber), The Girl From Ipanema (Garota de Ipanema) e Chovendo na Roseira. Dos Gershwin foram escolhidas canções como Someone To Watch Over Me, They All Laughed e Love Is Here To Stay. O sensacional número que abre o CD funde Águas de Março e Rhapsody In Blue. O BR6 chama atenção pela riqueza e inventividade das vocalizações. Trabalho delicioso, para não tirar do player.



The Girl From Ipanema
(Garota de Ipanema, de Tom Jobim e Vinícius de Moraes), com o BR6, faixa do CD Here To Stay (Biscoito Fino, 2008)

quinta-feira, 22 de maio de 2008

JORGE BEN JOR GARANTE A SUINGUEIRA DOS PAULISTANOS NO FINAL DE SEMANA

Nesta sexta e sábado, 23 e 24 de maio, Jorge Ben Jor estará se apresentando no Citibank Hall, em São Paulo. No repertório, clássicos como Taj Mahal, Fio Maravilha, País Tropical, Por Causa de Você Menina, Mas Que Nada, A Banda do Zé Pretinho, Chove Chuva e Ive Brussell.

Ben Jor mostrará, ainda, canções de seu trabalho mais recente, Recuerdos de Assunción 443, lançado pela Som Livre em 2007. Entre elas, Zenon, Zenon, Duas Mulheres, O Astro e Marrom Glacê. O cantor e compositor será acompanhado pela Banda do Zé Pretinho, formada por Lory (piano), Jean (sax), JJ (baixo), Nenê (percussão) e Eduardo (bateria).

Site oficial: www.jorgeben.com.br

SERVIÇO:
JORGE BEN JOR
Sexta e sábado, 23 e 24 de maio, às 22 horas
Citibank Hall - Av. dos Jamaris, 213 - Moema, São Paulo

Ingressos de R$ 70,00 a R$ 150,00
Informações: (11) 6846 6040 - www.citibankhall.com.br

CRAQUE DA PERCUSSÃO, JOÃO BANI ESTRÉIA SEU TRIO INSTRUMENTAL

O percussionista baiano João Bani, craque que já atuou com nomes de peso como Jorge Vercillo, Cássia Eller, Rosa Passos, Oswaldo Montenegro, Marcos Valle e Gilberto Gil, formou recentemente um trio instrumental de peso, com o guitarrista e violonista Humberto Mirabelli e o baixista Rômulo Duarte. A estréia do João Bani Trio será nesta sexta, 23 de maio, no Armazém Digital Leblon, Rio de Janeiro.

O show, intitulado Djembatera - combinação rítmica formada por djembé, cajon e outros instrumentos de percussão - terá no repertório temas dos próprios músicos e também de Dominguinhos, Toninho Horta, Tom Jobim, Heitor Villa-Lobos e do baixista norte-americano Jaco Pastorius. Vale a pena conferir, os integrantes do João Bani Trio são craques.

SERVIÇO:
JOÃO BANI TRIO, no show Djembatera
Sexta, 23 de maio, às 21 horas
Armazém Digital Leblon (Rio Design Center) - Av. Ataulfo de Paiva, 240 (subsolo) - Leblon, Rio de Janeiro

Ingressos a R$ 20,00
Informações: (21) 2274 5999

CIDA MOREIRA E OS COELHOS DA CARTOLA DE ANGENOR

CIDA MOREIRA
Angenor
Lua Music

Cida Moreira, estilista nata da canção e atriz exemplar, traz em seu novo trabalho um belo e merecido tributo a Angenor de Oliveira, o inesquecível Cartola, que faria cem anos em 2008 (morreu em 1980). Co-produzido por ela e pelo violonista Omar Campos, o CD mostra algumas das mais populares criações e pérolas pouco conhecidas do genial autor, um dos fundadores da Estação Primeira de Mangueira.

As interpretações são simples, com Cida valorizando o lirismo dos versos e os sutis contornos harmônicos e melõdicos. A alma de atriz a ajuda a alcançar com perfeição o grau de emotividade dos versos criados por Cartola. O repertório tem, entre os sambas clássicos, Alvorada, Cordas de Aço, Acontece, O Mundo é um Moinho e Autonomia. Entre os temas menos conhecidos, mas igualmente sublimes, O Silêncio do Cipreste, Senões, Evite Meu Amor e uma verdadeira preciosidade, a toada sertaneja Feriado na Roça. Trabalho simples e delicado.

quarta-feira, 21 de maio de 2008

JOSYANE MELO MOSTRA SEU SOM NO VITROLA

A cantora gaúcha JOSYANE MELO é a convidada desta quarta, 21 de maio, no VITROLA, programa que produzo e apresento semanalmente pela allTV. Radicada em São Paulo, há dez anos é vocalista da Banda Glória, uma das melhores dos salões de baile da capital paulista.

Josyane lançou recentemente seu primeiro CD, Origami, pelo selo Chita Discos, de Chico César. Co-produzido por ela e pelo violonista, arranjador e compositor Swami Jr., o álbum promove um resgate das lembranças musicais da artista, ao mesmo tempo que mostra canções de novos autores.

Entre os temas recriados, Negrinho do Pastoreio (Barbosa Lessa), Notícias do Brasil (Os Pássaros Trazem) (Milton Nascimento/Fernando Brant) e Que Baixo (Lupicínio Rodrigues/Caco Velho). Entre os inéditos, Sete Boleros Cardíacos (Paulo Ró/Marcos Tavares) e Por Aí (Evandro Caperom). No programa, Josyane Melo mostrará estas e outras canções. Vale conferir, a moça tem belíssima voz e repertório de qualidade!

MySpace: www.myspace.com/josyanemelo


VITROLA - quartas-feiras, das 16 às 17 horas, ao vivo
Apresentação e Produção: Toninho Spessoto
Convidada em 21 de maio: JOSYANE MELO
www.alltv.com.br

segunda-feira, 19 de maio de 2008

NO VILLAGGIO CAFÉ, O TALENTO E BOM GOSTO MUSICAL DE LUNA FRANÇA

A jovem cantora paulistana Luna França é a atração desta terça, 20 de maio, no Villaggio Café, em São Paulo. Com 20 anos, dona de impressionante bom gosto musical e bela voz, a intérprete mostrará, neste que é seu primeiro show, clássicos da MPB como Acontece (Cartola), Pra Quê Discutir Com Madame (Haroldo Barbosa/Janet de Almeida), Corcovado (Tom Jobim) e Feitiço da Vila (Noel Rosa), além de composições de novos autores da cena musical como Fábio Cadore (que a acompanhará), Chico Pinheiro e Giana Viscardi.

Luna é filha do cantor, compositor e produtor musical Dudu França, que fez sucesso nos anos 80 com a dançante Grilo na Cuca e a romântica Eu e Ela. Dudu fará participação especial no show. A cantora será acompanhada por Fábio Cadore (violão, arranjos, direção musical), Richard Metairon (baixo) e Rafael Heiss (bateria).

MySpace: www.myspace.com/lunacantora

SERVIÇO:
LUNA FRANÇA
Terça, 20 de maio, às 21 horas
Villaggio Café - Rua Teodoro Sampaio, 1229 - Pinheiros, São Paulo

Couvert artístico a R$ 10,00
Informações: (11) 3571 3730 - www.villaggio.com.br

RODRIGO FAOUR REVELA HISTÓRIAS DE MÚSICA E SEXO NA MPB FM

O jornalista, pesquisador e produtor musical Rodrigo Faour estréia nesta segunda, 19 de maio, pela MPB FM (90,3 MHz, Rio de Janeiro), o programa Sexo MPB, que irá ao ar de segunda a sexta, sempre à meia-noite. Durante quinze minutos, Faour receberá artistas e contará histórias sensuais e picantes sobre canções e astros da MPB, relatadas em seu livro A História Sexual da MPB - A Evolução do Amor e do Sexo na Canção Brasileira, lançado em 2006 pela Editora Record.

A atração terá quadros como Música Ao Pé da Letra (abordando canções de duplo sentido), Põe Pimenta (apimentando os significados reais de algumas letras), Na Cama com a MPB (onde um artista revela a “música que gosta de ouvir naquelas horas”), Pergunte ao Faour (os ouvintes poderão, pelo site da rádio, fazer perguntas ou tirar dúvidas sobre temas de amor e sexo ligados à MPB) e Papo Quente (um grande nome da música brasileira falará de alguma canção ou tema ligado ao assunto em pauta).

Rodrigo Faour é um dos mais sérios pesquisadores musicais brasileiros, com trabalhos de recuperação de acervo da MPB realizados para praticamente todas as gravadoras, perfazendo mais de quinhentos discos. É, também, escritor de sucesso, com obras como A História Sexual da MPB e Bastidores, exemplar biografia de Cauby Peixoto. Vale acompanhar o programa, que pode ser ouvido também pela internet, no www.mpbbrasil.com

SEXO MPB, programa produzido e apresentado por Rodrigo Faour
De segunda a sexta, à meia-noite
MPB FM - 90,3 NHz, Rio de Janeiro e www.mpbbrasil.com

BR6 MOSTRA CANÇÕES DE TOM JOBIM E DOS GERSHWIN NA MODERN SOUND

O sexteto vocal BR6 - Augusto Ordine, Crismarie Hackenberg, Deco Fiori, Marcelo Caldi, Naife Simões, Simô - apresenta-se nesta segunda, às 19 horas, no Allegro Bistrô, na Modern Sound, tradicional loja de CDs do Rio de Janeiro. O show marca o lançamento do CD Here To Stay (Biscoito Fino), em que o grupo interpreta canções de Tom Jobim e dos irmãos George e Ira Gershwin.

O trabalho, lançado anteriormente nos Estados Unidos, vem colecionando prêmios internacionais. No CD e no show, canções como Waters Of March (Águas de Março), Someone To Watch Over Me, Water To Drink (Água de Beber), They Can't Take That Away From Me, The Girl From Ipanema (Garota de Ipanema), Love Is Here To Stay e Chovendo na Roseira. Vocalizações belíssimas e excelente repertório marcam a trajetória do BR6. Vale conferir.

SERVIÇO:
BR6 - show de lançamento do CD Here To Stay
Segunda, 19 de maio, às 19 horas
Allegro Bistrô (Modern Sound) - Rua Barata Ribeiro, 502 - Copacabana, Rio de Janeiro
Grátis

Informações: (21) 2548 5005 - www.modernsound.com.br

NO PALCO MPB, MILTON NASCIMENTO E JOBIM TRIO EM TRIBUTO À BOSSA NOVA

Milton Nascimento e o Jobim Trio são os convidados desta segunda-feira na gravação do Palco MPB, da MPB FM (90,3 MHz, Rio de Janeiro). O programa é gravado sempre às segundas às 19 horas, no Teatro Rival Petrobrás, e transmitido às terças, às 16 horas. Pode ser ouvido também pela internet, no www.mpbbrasil.com

O cantor e o trio mostrarão o repertório do CD Outras Bossas (Nascimento Música), lançado há dois meses, que homenageia os 50 anos da Bossa Nova. No repertório, clássicos do gênero e canções de Dorival Caymmi e do próprio Milton. O Jobim Trio é formado por Paulo e Daniel Jobim, respectivamente filho e neto de Tom Jobim, e por Paulo Braga.

SERVIÇO:
MILTON NASCIMENTO e JOBIM TRIO, na gravação do programa Palco MPB
Segunda, 19 de maio, ás 19 horas
Teatro Rival Petrobrás - Rua Álvaro Alvim, 33 - Cinelândia, Rio de Janeiro

Grátis (senhas distribuídas a partir das 17 horas para os cem primeiros espectadores)
Informações: (21) 3223 6600 - www.mpbbrasil.com

sábado, 17 de maio de 2008

VERSO E MELODIA EM CASAMENTO PERFEITO


MÁRIO MONTAUT
Brincos do Mar e o Infinito...
Independente

Em seu terceiro trabalho, o cantor e compositor paulistano Mário Montaut propõe uma sensível viagem pelo universo da música e do poema, ao produzir canções melodicamente ricas, com letras ora densas, ora líricas, ora oníricas, por vezes marcadas pelo concretismo. Autor de todas as faixas, tem como parceiro na maioria o poeta cearense Floriano Martins. Em alguns casos, os dois assinam os versos. Como outros letristas, a cantora e compositora Ana Lee, que participa maioria das faixas, e as poetas Rosa Alice Branco, Helena Vasconcelos e Maria Estela Guedes.

O universo melódico de Montaut tem tons variados, explicados por influências genéticas flamencas, judaicas, indígenas, portuguesas e brasileiras. O autor produz baladas, valsas, canções, serestas, modinhas, fados. Há, em alguns momentos, sabor renascentista nas melodias. Ao todo são dezessete temas, entre eles Quero Ser a Tua Mulher, Lua e Rei, Linha da Terra, Procissão, Vício Secreto, De Todo Coração e Poema Errante. As interpretações de Ana Lee são capítulo à parte. Dona de timbre doce e delicado, ela dá a leveza necessária às canções. É uma das melhores cantoras da nova geração e faz dupla afiada com Mário Montaut. Outro destaque é a presença do notável violonista Brau Mendonça. Belo trabalho, feliz encontro de poesia e melodia.

Como adquirir o CD: www.mariomontaut.com.br

COM AS CORES DO BRASIL

BARBARA MENDES
Nada Pra Depois
Trilhos.Arte

Este é o primeiro disco brasileiro da carioca Barbara Mendes. A cantora viveu dez anos em Nova York, onde lançou três álbuns e participou de trabalhos de dance, jazz e MPB. Em 1999, a convite de Eumir Deodato, gravou o clássico Inútil Paisagem, de Tom Jobim e Aloysio de Oliveira, na abertura do filme Bossa Nova, de Bruno Barreto. Volta ao Brasil disposta a efetivamente iniciar carreira por aqui. O primeiro passo é o competente Nada Pra Depois, lançamento da Trilhos.Arte, gravadora de Flávio Venturini (distribuição da Tratore).

O CD tem bossa, samba, baladas,temas dançantes. Barbara Mendes assina a maior parte do repertório em parceria com Maurício Oliveira, produtor do disco ao lado de André Vasconcellos. Entre as canções da dupla, a suingada Joana, a balada Nada Pra Depois e a bossa Ardendo Em Cores. Há uma boa releitura de Tatuagem (Chico Buarque/Ruy Guerra). Participações especiais de Djavan (em Nada Pra Depois) e Ivan Lins (em E Isso Acontece, dele). Barbara Mendes possui timbre forte e marcante, e muito suíngue. Vale conhecer o trabalho, a moça é talentosa.

Site oficial: www.barbaramendes.com.br

ELE, ELAS E AS CANÇÕES

FÁBIO JR.
Fábio Jr. & Elas
Record/LCM/Sony BMG

Fábio Jr. & Elas foi produzido pela TV Record em 1998, para marcar a estréia do cantor na emissora. Pelos três anos seguintes, ele comandaria uma atração semanal de sucesso, Sem Limites Pra Sonhar, depois rebatizada como Programa Fábio Jr. O especial sai em DVD e CD, porém incompleto, pois Fernanda Takai, Simone e Wanderléa, por motivos diversos, não autorizaram a inclusão de suas participações nesses formatos. Fábio divide palco com cantoras, interpretando sucessos dele e do repertório das convidadas.

Como poderia se prever em um caso desses, o resultado é desigual. Alguns duetos funcionam muito bem, outros nem tanto. Fábio Jr. mostra boa química com Sandra de Sá (em Caça e Caçador), Elba Ramalho (Ai Que Saudade D'Ocê, canção que fez sucesso com ambos), Patrícia Coelho (Enrosca), Fernanda Abreu (Na Canção), Roberta Miranda (Volta ao Começo), Zélia Duncan (Eu Me Rendo), Joanna (Quando Gira o Mundo), Paula Toller (Nada Por Mim), Fafá de Belém (Sem Limites Pra Sonhar) e Leila Pinheiro (Sentado à Beira do Caminho). Com Joyce (Compromisso) e Adriana Calcanhotto (Mentiras) rola uma certa frieza. As participações da Fat Family (em Não Me Condene) e de Elza Soares (Seu Melhor Amigo) têm pouca expressividade. Os melhores momentos ficam por conta de Ângela Maria (em Alma Gêmea, com 'canja' de Cauby Peixoto, em faixa somente no DVD) e Vânia Bastos (Sorri). O cantor encerra o programa com a tocante Pai, uma de suas canções mais conhecidas. Fábio Jr. exibe o carisma, simpatia e emotividade de costume. E é ótimo intérprete.

Site oficial: www.fabiojr.com.br

Duração total: 90 minutos
Áudio: Dolby Digital 5.1, Dolby Digital 2.0
Região 0 (roda em qualquer aparelho

O DÂNDI DAS 88 TECLAS

O LENDÁRIO LIBERACE
Documentário
CineArt

O pianista norte-americano Liberace (1919-1987) foi um dos mais extravagantes artistas de todos os tempos. De família ligada à música, começou a aprender instrumentos de sopro, passando para o piano na adolescência. Desenvolveu estilo próprio, floreando temas clássicos e transformando-os em sucessos fonográficos graças à esperteza de Mitch Miller, chefão da gravadora Columbia. Nos anos 50 passou a comandar um programa de televisão onde, em meio a violinos e candelabros, dedilhava melodias clássicas e populares.

Em 1956, Liberace sofreu um baque em sua imagem ao ser taxado de homossexual por uma colunista de fofocas, algo inaceitável à época. De hábitos refinados e visual sofisticado, o músico decidiu adotar postura mais sóbria, mas os fãs não aceitaram. Como resultado, extrapolou de vez, passando a se apresentar trajado com roupas cravejadas de brilhantes e coberto por casacos e capas suntuosos, com muito lamê e purpurina. Nos concertos, promovia uma exibição de seus anéis e jóias, em momentos de pura ostentação. Liberace morreu em 1987, vitimado pela AIDS. Trabalhou até dois meses antes da morte.

Este DVD traz o documentário O Lendário Liberace (The Legendary Liberace), produzido para a televisão americana em 2002. Ancorado por Jo Ann Castle, curadora do museu de Liberace (situado em Las Vegas), mostra sua vida e carreira, com base em depoimentos de pessoas que com ele conviveram, e aborda suas atividades de benemerência (criou uma fundação destinada ao ensino de música para jovens carentes). Mas o ponto alto está nos números musicais extraídos dos programas de TV dos anos 50 e 60 e dos especiais que fez nas décadas de 70 e 80. Liberace interpreta temas de Chopin, Beethoven e Tchaikovsky, além de standards americanos. Contracena com astros como Debbie Reynolds e Sammy Davis Jr., até mesmo cantando e dançando. Retrato sem retoques de um artista excêntrico por excelência.

Site oficial: www.liberace.org

Duração total: 100 minutos
Extras: números musicais adicionais, galeria de fotos
Legendas: português, inglês, espanhol
Áudio: Dolby Digital 5.1, Dolby Digital 2.0
Região 0 (roda em qualquer aparelho)

sexta-feira, 16 de maio de 2008

O SUÍNGUE DE MAGA LIERI AGITA O SÁBADO NO VILLAGGIO CAFÉ

A cantora e compositora paulistana Maga Lieri é a atração deste sábado, 17 de maio, no Villaggio Café, em São Paulo. Fortemente ligada à soul music brasileira, traz em seu trabalho influências claras de Tim Maia e Cassiano, entre outros craques do gênero.

No show, a intérprete mostrará canções de seu primeiro disco, Maga Lieri, lançado em 2006 pela Amellis Records, e releituras de clássicos como Lábios de Mel (Tim Maia) e Jorge de Capadócia (Jorge Benjor). Maga Lieri será acompanhada por David Rangel (baixo), Jesiel (guitarra), Marquinho Cachorrão (violão/voz), Daniel Grajew (teclados) e Juninho (bateria).

Site oficial: www.magalieri.com.br

SERVIÇO:
MAGA LIERI
Sábado, 17 de maio, às 22 horas
Villaggio Café - Rua Teodoro Sampaio, 1229 - Pinheiros, São Paulo

Couvert artístico a R$ 15,00
Informações: (11) 3571 3730 - www.villaggio.com.br

DANDARA SOLTA A VOZ NO CLUB DA CANA, EM SÃO PAULO

A cantora Dandara, nome de destaque na novíssima cena musical paulistana, apresenta-se neste sábado, 17 de maio, no Club da Cana, na capital paulista. No repertório, clássicos da música brasileira e canções de novos autores.

Dandara será acompanhada por Daniel Bornal (guitarra), Zebú (baixo) e Arnaldo Duarte (bateria). A intérprete terá várias participações especiais no show, todas de músicos de ponta na nova música de São Paulo como Kana, Álvaro Cueva, Marina Alves, Márcio Policastro, Adriana Prior, Nando Távora, Roberto Simões e Sonekka.

SERVIÇO:
DANDARA
Sábado, 17 de maio, às 20h30
Club da Cana - Rua Barão de Tatuí, 274 - Santa Cecília, São Paulo

Couvert artístico a R$ 12,00
Informações: (11) 3663 1171

CLÁSSICO AO VIVO

BRIAN WILSON
Pet Sounds Live In London
Sanctuary/Universal

O álbum Rubber Soul, dos Beatles, de 1965, causou enorme impacto em Brian Wilson, líder dos Beach Boys. O genial cantor e compositor teve, a partir da audição daquele trabalho dos Fab Four, a inspiração para criar um disco revolucionário, que mudaria para sempre as feições da música pop e do som dos próprios 'garotos da praia'. Nascia Pet Sounds. Lançado em 1966, aquele disco de Mile Love, Al Jardine e dos irmãos Brian, Carl e Dennis Wilson alterava a estética melódica e lírica do quinteto ao abandonar as canções sobre surf, praias e garotas e abordar temas mais complexos como relações humanas, amor exacerbado e preceitos filosóficos.

Pet Sounds acabou provocando uma 'resposta' dos Beatles, que em 1967 lançaram Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band e, em 1968, outro disco revolucionário, The Beatles, mais conhecido como White Album, o Álbum Branco. A magia de Pet Sounds lhe valeu e vale constantemente indicações como o melhor disco de todos os tempos nas listas de revistas especializadas. Aliás, a colocação é justíssima, diga-se.

Brian Wilson vem correndo mundo com shows solo, a grande maioria somente com canções de Pet Sounds. Em 2003, nos meses de janeiro e junho, ele realizou, no Royal Festival Hall, em Londres, seis concertos trazendo na íntegra o repertório do disco, na ordem original. O melhor daquelas apresentações está neste DVD. A banda que o acompanha reproduz com perfeição os clássicos gestados por ele. O carisma de Brian Wilson é inquestionável. Mesmo assolado pela esquizofrenia que o acompanha desde os anos 60, o compositor segue trabalhando normalmente e levando mundo afora a magia do som dos Beach Boys. Vale a pena ver e ouvir, em grandes performances, obras-primas como Wouldn't It Be Nice, God Only Knows, Sloop John B, Caroline No, I Just Wasn't Made For These Times e a instrumental Let's Go Away For Awhile, fortemente influenciada pelo som de Burt Bacharach. Um DVD obrigatório em qualquer acervo.

Site oficial: www.brianwilson.com

Duração total: 97 minutos
Extras: Pet Stories, documentário com detalhes e curiosidades sobre a gravação de Pet Sounds, galeria de fotos, discografia completa de Brian Wilson
Áudio: DTS, Dolby Digital 5.1, Dolby Digital 2.0
Região 0 (roda em qualquer aparelho)

NO SÁBADO PAULISTANO, O SOM DE DANIELA PROCOPIO

A cantora e compositora Daniela Procopio apresenta-se neste sábado, 17 de maio, na Saraiva Megastore do Morumbi Shopping, em São Paulo. Ela mostrará canções de seu primeiro CD, Daniela Procopio, lançado em março pela RM2 Entretenimento, e que estará à venda no local.

No repertório do disco e do show, canções como Pra Beleza Reinar, Navegador de Lua, Melodia Sentimental, Do Tamanho do Mar e Quem Eu Quero Bem. O álbum tem arranjos de Eumir Deodato (responsável pela direção geral do show) e Paulo Moura. A direção musical do espetáculo é de Ale Prade. Vale a pena ouvir o CD e conferir a apresentação, Daniela Procopio é uma das melhores cantoras da novíssima safra da MPB.

MySpace: www.myspace.com/danielaprocopio

SERVIÇO:
DANIELA PROCOPIO, em show de lançamento de seu primeiro CD
Sábado, 17 de maio, às 17 horas
Saraiva Megastore do Morumbi Shopping - Av. Roque Petroni Jr, 1089 - Brooklyn, São Paulo

Grátis
Informações: (11) 5181 7574

quinta-feira, 15 de maio de 2008

VANESSA DA MATA, DE VOLTA A SÃO PAULO

A cantora e compositora Vanessa da Mata retorna à capital paulista para mais duas apresentações do show Sim (título do seu mais recente CD, lançado em 2007 pela Sony BMG), nesta sexta e sábado no Citibank Hall. A turnê já passou por Porto Alegre, Recife, Salvador, Curitiba, Rio de Janeiro, Aracaju, Belo Horizonte, Goiânia e Brasília.

Vanessa mostrará canções como Boa Sorte/Good Luck (gravada por ela em dueto com Ben Harper), Vermelho, Baú, Quando Um Homem Tem Uma Mangueira No Quintal, Absurdo, Amado, Ilegais, Você Vai Me Destruir, Meu Deus, Ai, Ai, Ai e Eu Sou Neguinha. Será acompanhada por Davi Moraes (guitarra), André Rodrigues (baixo), Cesinha (bateria), Marco Lobo (percussão), Donatinho (teclados), Play Pires e T Bless (vocais).

SERVIÇO:
VANESSA DA MATA, em shows da turnê Sim
Sexta e sábado, 16 d 17 de maio, às 22 horas
Citibank Hall - Av. dos Jamaris, 231 - Moema, São Paulo

Ingressos de R$ 50,00 a R$ 150,00
Informações: (11) 6846 6040 - www.citibankhall.com.br

LUIZA POSSI LEVA SUAS CANÇÕES AO PÚBLICO PAULISTANO

A cantora Luiza Possi apresenta nesta sexta e sábado, 16 e 17 de maio, no Tom Jazz, em São Paulo, show dentro do projeto Sons da Nova, da Nova Brasil FM, rede de rádio que opera em São Paulo (89,7 MHz), Campinas (103,7), Rio de Janeiro (89,3), Brasília (97,5), Salvador (104,7) e Recife (94,3).

Nos shows, Luiza cantará canções do repertório do DVD e CD A Vida é Mesmo Agora, lançados pela LGK Music em 2007, além de Folhetim (Chico Buarque), gravada por ela especialmente para a novela Duas Caras. O projeto Sons da Nova terá ainda shows de Maria Rita, Fernanda Takai, Ana Cañas, Wilson Simoninha, Isabela Taviani, Djavan e Zé Geraldo. A apresentação de Maria Rita, em 1o de junho, comemoração do 8o aniversário da Nova Brasil FM, será na Via Funchal. Todas as outras aconteceráo no Tom Jazz.

SERVIÇO:
LUIZA POSSI, em show do projeto Sons da Nova
Sexta e sábado, 16 e 27 de maio, às 22 horas
Tom Jazz - Avenida Angélica, 2331 - Higienópolis, São Paulo

Couvert artístico a R$ 50,00
Informações: (11) 3255 3635 - www.tomjazz.com.br

NOVO SHOW DE JORGE VERCILLO CHEGA A SÃO PAULO

O cantor e compositor Jorge Vercillo traz a São Paulo seu novo show, Todos Nós Somos Um, título também do CD lançado por ele no início do ano pela EMI. O espetáculo já foi apresentado no Rio de Janeiro com grande sucesso. Os shows na capital paulista acontecem nesta sexta e sábado, 16 d 17 de maio, no HSBC Brasil.

O repertório traz canções novas como Ela Une Todas As Coisas (Vercillo/J. Maranhão), tema da novela Duas Caras, e êxitos anteriores do artista, entre eles Homem-Aranha, Que Nem Maré, Final Feliz e Encontro das Águas. Jorge Vercillo (voz, violão) será acompanhado por Paulo Calasans (teclados), Vinícius Rosa (guitarra, violões), André Neiva (baixo), Cláudio Infante (bateria), Jessé Sadoc (trompete), Glauco Fernandes (violino) e Armando Marçal (percussão).

SERVIÇO:
JORGE VERCILLO, na turnê Todos Nós Somos Um
Sexta e sábado, 16 e 17 de maio, às 22 horas
HSBC Brasil - Rua Bragança Paulista, 1281 - Chácara Santo Antonio, São Paulo

Ingressos de R$ 50,00 a R$ 120,00
Informações: 4003 1212 - www.hsbcbrasil.com.br

BOCA LIVRE VOLTA À CAPITAL PAULISTA

O quarteto vocal Boca Livre - Zé Renato (voz, violão), David Tygel (voz, viola, violão), Lourenço Baeta (voz, violão), Maurício Maestro (voz, baixo) apresenta-se nesta quinta, 15 de maio, no Auditório Simon Bolivar, Memorial da América Latina, em São Paulo.

O show faz parte do Projeto Adoniran - Oito e Meia. No repertório, canções do DVD e CD Boca Livre e Ao Vivo, lançado pela MP,B/Universal em 2007. Entre as canções, Desenredo (Dori Caymmi/Paulo César Pinheiro), Correnteza (Tom Jobim/Luiz Bonfá), Cruzada (Tavinho Moura/Telo Borges), Al Otro Lado Del Rio (Jorge Drexler), Toada (Na Direção do Dia) (Zé Renato/Juca Filho/Claudio Nucci) e Diana (Toninho Horta/Fernando Brant). Mais uma excelente opção musical na quinta-feira paulistana.

SERVIÇO:
BOCA LIVRE, em show do Projeto Adoniran - 8 e Meia
Quinta-feira, 15 de maio, às 20h30
Memorial da América Latina (Auditório Simon Bolivar) - Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 - Barra Funda, São Paulo

Ingressos a R$ 10,00 (estudantes e idosos pagam meia)
Informações: (11) 3823 4600 - www.memorialsp.gov.br

EM SÃO PAULO, AS PIRAÇÕES E ASPIRAÇÕES MUSICAIS DE TAVITO E ZÉ RODRIX

Dois dos maiores nomes da música brasileira, os cantores e compositores Tavito e Zé Rodrix, parceiros no clássico Casa no Campo, entre outras canções, voltam ao palco do Café Aurora, em São Paulo, nesta quinta-feira, 15 de maio, às 22 horas, com o show AsPirações.

Acompanhados por Nando Lee (guitarra), Fábio Andrade (teclados), Paulo Farias (baixo) e Fábio Schmidt (bateria e percussão), Tavito (voz, violão) e Zé Rodrix (voz, piano) recordarão canções dos respectivos repertórios, mostrarão parcerias e temas inéditos presentes nos novos trabalhos de ambos, com lançamento previsto para o segundo semestre. Terão como convidado especial no show o cantor e compositor Sonekka. Excelente opção para esta quinta-feira na capital paulista.

SERVIÇO:
TAVITO e ZÉ RODRIX, no show AsPirações
Quinta-feira, 15 de maio, às 22 horas
Café Aurora - Rua Treze de Maio, 112 - Bixiga, São Paulo

Couvert artístico a R$ 15,00
Informações: (11) 3237 1247 - www.cafeaurora.com.br

segunda-feira, 12 de maio de 2008

MENOS É DELICIOSAMENTE MAIS

COUPLE COFFEE
Puro
Performance Music

O duo Couple Coffee - Luanda Cozetti (voz) e Norton Daiello (baixo) -, radicado em Portugal, promove sério trabalho de difusão do melhor da música brasileira. No momento, a dupla lança seu terceiro disco, mas chega ao mercado nacional o primeiro, Puro, de 2005 (o segundo, de 2007, tem canções típicas portuguesas e o novo, de 2008, Bossa Nova).

A voz cristalina e versátil de Luanda e o baixo afiado e ágil de Daiello viajam por clássicos da MPB em arranjos inovadores, por vezes impregnados de atmosfera jazzística e que exploram inusitadas harmonias, resultando em deliciosas subversões melódicas. Dá gosto ouvir as novidades em que se transformaram Gago Apaixonado (Noel Rosa), Chovendo na Roseira (Tom Jobim), Uva de Caminhão (Assis Valente) e Incompatibilidade de Gênios (João Bosco/Aldir Blanc), entre outras.

O CD tem participação especial dos músicos Vitorino (voz em O Orvalho Vem Caindo, de Noel Rosa), Gabriel Gomes (acordeom em Último Desejo, de Noel Rosa e Vadico), J.P. Simões (voz em É Feio, de Marco Proença), Jorge Palma (voz em Tapete Mágico, de Caetano Veloso) e Sérgio Costa (flauta em Asa, de Djavan). Para não tirar do CD player, iPod, enfim, o que for!

MySpace: www.myspace.com/couplecoffee

OUSADIAS E MELODIAS

JULIO DAIN
Outro Vento
Biscoito Fino

Compositor, pianista e cantor carioca, Julio Dain viveu durante muito tempo em Paris. Na capital francesa, compôs as canções de Outro Vento, seu primeiro disco, ali gravado (em 2006 e 2007) e que agora sai no Brasil. Mesclando influências do jazz com o melhor da MPB, Dain produz um som saboroso e vigoroso.

Acompanhado por Bobby Rangell (sax, flauta), Edivandro Borges (trombone), Edmundo Carneiro (percussão), Fabrizio Fenoglietto (baixo), Line Kruse (violino), Ligiana Costa (coro) e Luis Augusto Cavani (bateria), Julio Dain apresenta temas bastante criativos, casos de Nas Entrelinhas, Canto, Penta Horizonte e os instrumentais Prelúdio e Passando Fio Dental, todos de autoria própria. Letras inteligentes, harmonias intrincadas e inventividade dão o tom ao disco. Vale ouvir com atenção, é de qualidade.

Site oficial: www.juliodain.com

THAÍS GULIN MOSTRA SEU SOM NO BOURBON STREET, EM SÃO PAULO

A cantora paranaense Thaís Gulin é a convidada desta terça, 13 de maio, no projeto Terça Por Elas, que acontece semanalmente no Bourbon Street, em São Paulo. No show, ela interpretará canções de seu primeiro CD, Thaís Gulin, lançado pela Rob Digital em 2007.

Thaís é nome forte na cena independente. Radicada no Rio de Janeiro, apresenta-se constantemente, sempre arrancando elogios da crítica e público. Neste show na capital paulista, interpretará canções de autores como Zeca Baleiro (Cisco), Nelson Sargento (De Boteco Em Boteco), Tom Zé (Cedotardar), Otto (História de Fogo), Jards Macalé (78 Rotações), Anelis Assumpção & Iara Rennó (Piano). Thaís Gulin será acompanhada por Bernardo Bosísio (guitarra, violão, direção musical), João Bittencourt (teclado, acordeon), Alex Rocha (baixo) e Xande Figueiredo (bateria).

MySpace: www.myspace.com/thaisgulin

SERVIÇO:
THAÍS GULIN, em show do projeto Terça Por Elas
Terça-feira, 13 de maio, às 22h30
Bourbon Street Music Club - Rua dos Chanés, 127 - Moema, São Paulo

Couvert artístico a R$ 35,00
Informações: (11) 5095 6100 - www.bourbonstreet.com.br

TRIO DE OURO

TRIO 202
Ao Vivo - New York & São Paulo
Azul Music

O encontro de craques como o pianista Nelson Ayres, o violonista Ulisses Rocha e o acordeonista Toninho Ferragutti só poderia resultar em coisa boa. Os três formaram o Trio 202 e periodicamente se apresentam no Brasil e no Exterior.

Este CD tem faixas gravadas ao vivo em 2007 no Jazz Standard, em Nova York, e no Tom Jazz, em São Paulo. Em temas próprios ou recriações de clássicos da MPB, os músicos dão uma aula de qualidade, improviso e técnica. No repertório, melodias como Só Danço Samba (Tom Jobim/Vinícius de Moraes), Ponteio (Edu Lobo/Capinam), Choro do Adeus (Nelson Ayres), Teu Sorriso (Ulisses Rocha) e Sanfonema (Toninho Ferragutti). Grande encontro!

domingo, 11 de maio de 2008

REINVENTANDO A ARTE

RODRIGO BRAGANÇA
Lágrimas De Chorar Estrelas
Independente

O guitarrista, compositor e cantor Rodrigo Bragança estréia em disco com um trabalho no mínimo interessante. Lágrimas de Chorar Estrelas traz canções apenas com a voz e as guitarras do músico. São baladas e toadas entremeadas por vinhetas, algumas declamadas.

A obra de Bragança adquire ares de récita multimidia, com a utilização de elementos diversos como poesia, canto e música instrumental. Nesse departamento, há distorções produzidas através do uso de recursos de estúdio, que multiplicam as possibilidades da guitarra e, em alguns casos, criam climas etéreos. Todas as composições são do artista, entre elas Lavadeira, Matéria-Prima, Um Grito. Um Anjo No Sonho e Longe, esta em parceria com Chico César. Inovador e provocador, merece ser ouvido com atenção.

Como adquirir o CD: www.rodrigobraganca.com