segunda-feira, 27 de setembro de 2010

TERRITÓRIO INDEPENDENTE # 1

ANDRÉ MASTRO ANDRÉ MASTRO – Sem Descanso – Independente/Tratore – Cantor paulista (de Olímpia), André Mastro tem fortes influências de Chico Buarque, Carlinhos Vergueiro, Moreira da Silva e do grupo Premeditando o Breque, tudo muito bem administrado. Seu primeiro CD (distribuição Tratore – www.tratore.com.br) traz dez temas, de clássicos como As Rosas Não Falam (Cartola), Prova de Carinho (Adoniran Barbosa/Hervê Cordovil) e Isso Não Vai Ficar Assim (Itamar Assumpção) a canções de autores da novíssima geração como Encrenca e Formosura (dÁlvaro Cueva) e Menopausa Masculina (Léo Nogueira/Márcio Policastro). Bom intérprete, dá o tom exato que cada tema requer. A acompanhá-lo, músicos do calibre de Toninho Ferragutti (acordeon), Cezar do Acordeon, Ulisses Rocha (violão) e Nailor ‘Proveta’ Azevedo (clarinete). Produzido por Zeca Loureiro, Deni Domenico e pelo próprio André Mastro. www.andremastro.com.br

RAQUEL BECKER RAQUEL BECKER – Sentidos – Independente – Cantora e compositora gaúcha radicada em Brasília, Raquel Becker lança seu segundo CD e se firma no seleto time de criadores pop que fogem da mesmice. Cantando o amor e o cotidiano, Raquel passa longe das fórmulas desgastadas através de canções com letras bem construídas e melodias/harmonias atraentes. Entre os temas, destaque para Nova Estação (Raquel Becker/Zeppa), Não Tenho Pressa (dela e Alexandre Mendes) e Duvivier (também dela e Mendes). Há ainda canções de Dudu Falcão (Álbum de Fotografia), Jota Maranhão (Sentido do Vento, com participação especial de Rodrigo Santos) e Jorge Vercillo (Você é Tudo, que aparecem em duas versões, uma com Vercillo e Raquel Becker cantando em dueto). Produzido por Lampadinha, com arranjos de Paulo Calasans. www.raquelbecker.com.br

PAPPAS PALACE PAPPAS PALACE – Uma Dose – Independente/SMD – O duo paulistano Pappas Palace, formado pela cantora e compositora Julli Pop e pelo cantor, baterista e arranjador Tatá Muniz, faz um interessante trabalho de fusão de elementos do pop, rock e música eletrônica. Os músicos estão lançando o single Uma Dose, produzido por Guilherme Chiappetta, com três faixas e vendido a módicos R$ 5 (foi fabricado pelo inovador sistema SMD, criado pelo cantor Ralf, da dupla Chrystian & Ralf, que barateia a produção sem comprometer a qualidade, mas que infelizmente as grandes gravadoras e a maioria das lojas ignoram). As três canções – Vermelhas, Doce, Triz – são vigorosas e falam sem qualquer pudor de amor, prazer e sedução. Além de boa compositora, Julli Pop tem voz marcante. Vale conhecer o trabalho. www.pappaspalace.com

OTÁVIO SEGALLA OTÁVIO SEGALA – Mokambo – Independente – Cantor e compositor gaúcho, Otávio Segala navega por sambas, valsas, galopes. Não se restringe aos sons do Rio Grande, mas não despreza o DNA artístico. Melodista de qualidade, tem em seu segundo disco parcerias com Angelise Fagundes, Alexandre Florez, Clóvis Itaquy e com o jornalista Marcelo Canellas. Entre as canções, destaque para o galope Tem Trem (Segala/Clóvis Itaquy), a valsa-canção Barraco (também de Segala e Itaquy, com interpretação da maravilhosa Marianna Leporace), a marcha-rancho Carnavais (letra de Marcelo Canellas), Maracatu Cantador (parceria com Alexandre Florez) e Solta o Cabelo, Morena (samba em parceria com Angelise Fagundes). Otávio Segala é também bom cantor e violonista de qualidade. Produzido por Marlene Reinaldo. www.otaviosegala.com.br

WADO WADO – Atlântico Negro – Pimba/Tratore – O multifacetado cantor e compositor catarinense Wado, radicado em Alagoas, estreita ainda mais seus já fortes laços com o sincretismo musical que une Brasil e África. Seu novo trabalho é de uma riqueza sonora que impressiona e empolga. Estão aqui grandes temas como o maracatu Estrada (Wado/Dinho Zampier/Mia Couto), o xote-rock-twist Atlântico Negro (Wado/Dinho Zampier/Beto Brito/Fernando Coelho), o samba Martelo de Ogum (Wado/Dinho Zampier), com Vera Marinho nos vocais, a marcha-rancho Hercílio Luz (Wado/Mia Couto), a balada Frágil (Wado/Alvinho Cabral) e Rap Guerra no Iraque (MC Gill). O som de Wado é globalizado, no melhor sentido do termo. Produzido por Pedro Ivo Euzébio. www.wado.com.br

2 comentários:

Juarez Fonseca disse...

Grande Toninho, acompanho sempre teus Acordes, sempre altamente informativos e muito abrangentes.
Obrigado, amigo
Juarez Fonseca

TONINHO SPESSOTO disse...

Mestre, esse elogio, vindo de você, é uma honra!
Grande Abraço, Meu Amigo!