domingo, 18 de abril de 2010

CAIXA DE CDs REUNE A OBRA DE DOLORES DURAN

DOLORES DURAN Box 2 DOLORES DURAN                               
Os Anos Dourados de Dolores Duran – caixa c/ 8 CDs 
EMI

Dolores Duran morreu jovem, aos 29 anos, em 1959, vítima de infarto. Nascida Adileia Silva da Rocha, a notável compositora e cantora deixou obra curta, mas de qualidade inquestionável. Gravou quatro discos, todos pela Copacabana, que estão reunidos na caixa Os Anos Dourados de Dolores Duran, da EMI (detentora do acervo da Copacabana). A produção do box com 8 CDs é do jornalista, pesquisador e escritor Rodrigo Faour.

DOLORES DURAN Viaja Estão aqui, remasterizados, os quatro LPs de Dolores, duas coletãneas lançadas um ano após sua morte e um álbum duplo reunindo seus clássicos em gravações de grandes nomes da MPB. Todos vêm acompanhados de detalhados textos explicativos assinados pelo produtor. Dolores Duran Viaja (1955), originalmente um LP de dez polegadas com quatro faixas de cada lado, traz a artista interpretando canções em vários idiomas. O repertório é de primeira, com clássicos como Sinceridad (lançado por Lucho Gatica), No Other Love (gravado originalmente por Eddie Fisher) e uma versão em esperanto do fado Coimbra. Entre os bônus da edição em CD, as duas primeiras gravações de Dolores Duran, Que Bom Será e Não Interessa, lançadas em 1951 num disco de 78 rotações do selo Star, e o baião Não Se Avexe, Não, cantado por ela no filme Quem Sabe, Sabe, de 1955.

DOLORES DURAN canta 1 Dolores Duran Canta Para Você Dançar… (1957) tem sucessos nacionais e internacionais da época. Com arranjos de Severino Filho (Os Cariocas), Dolores interpreta Por Causa de Você (dela e Tom Jobim), Coisas de Mulher (de Chico e Baiano, integrantes do grupo Titulares do Ritmo), Feiura Não é Nada (Billy Blanco) e Only You (hit dos Platters). Com o sucesso do disco, no ano seguinte saiu Dolores Duran Canta Para Você Dançar 2, com temas como Conversa de Botequim (Noel Rosa/Vadico), Estranho Amor (David Nasser/Garoto), Não Me Culpe, Solidão (ambos da própria Dolores), Volare (Nel Blu Dipinto Di Blu) (Domenico Modugno), An Affair To Remember (tema do filme Tarde Demais Para Esquecer, canção de Harold Adamson e Leo McCarey) e uma faixa inédita, Mes Mains (Gilbert Bécaud), sobra do LP original.

DOLORES DURAN nordestino Intérprete das mais versáteis, Dolores Duran lançou em 1959 aquele que seria seu último LP, Este Norte é Minha Sorte, apenas com baiões, toadas e xotes que iam do romantismo ao humor. Entre os temas Te Cuida, Zeca (Miguel Gustavo), Prece de Vitalina (de Dolores em parceria com Chico Anísio), Minha Toada (dela e Edinho, do Trio Irakitan) e Quase Louco (Victor Simon). Em 1960, um ano após a morte de Dolores, a Copacabana lançou a coletãnea Estrada da Saudade, com gravações de compactos e discos de 78 rotações, casos de A Fia de Chico Brito (de Chico Anísio, que seria regravada anos depois por Elis Regina), Estrada da Saudade (Luiz Vieira/Max Gold), Um Amor Assim (Dora Lopes) e Na Asa do Vento (Luiz Vieira/João do Vale).Também em 1960 saiu outra compilação, A Noite de Dolores Duran, originalmente com cinco faixas de discos em 78 rotações e gravações extraídas dos quatro LPs da cantora e compositora. Para a caixa, Rodrigo Faour optou por manter os cinco registros dos 78 rotações e acrescentou preciosidades como as duas últimas gravações de Dolores Duran, as autorais A Noite do Meu Bem e Fim de Caso, lançadas também num disco de 78 rotações pouquíssimo antes de sua morte, além de faixas extraídas dos LPs.

DOLORES DURAN 2 Completando o box, o CD duplo O Negócio é Amar, com clássicos de Dolores Duran interpretados por grandes nomes da MPB em gravações de várias épocas. No repertório, entre outros, Castigo, com Sylvinha Telles, Arrependimento (Dolores/Fernando César), com Agnaldo Rayol, Canção da Tristeza (Dolores/Edinho), com Lúcio Alves, Leva-me Contigo, com Francisco Egydio, Estrada do Sol (Dolores/Tom Jobim), com Sylvinha Telles, Tome Continha de Você (Dolores/Edinho), com Elizeth Cardoso, Se é Por Falta de Adeus (Dolores/Tom Jobim), com Dick Farney, Ternura Antiga (letra musicada pelo pianista J. Ribamar após a morte de Dolores), com Nana Caymmi e dois registros feitos especialmente para o box, Só Ficou a Saudade (Dolores/Fernando César), com Márcio Gomes, e Falsos Amigos, com Márcia Castro e Luciano Salvador Bahia. A cauxa traz tanbém um livreto com perfil biográfico de Dolores Duran excrito por Rodrigo Faour. Trabalho belíssimo, que merece figurar em qualquer acervo.

Um comentário:

Ge disse...

Já tenho esta lindíssima caixa e gostei bastante! Quem dera que alguém fizesse serviço completo com outros artistas da era de ouro da MPB!