domingo, 1 de junho de 2008

LIVROS REVIVEM A HISTÓRIA DAS TVs TUPI E MANCHETE

VIDA ALVES
TV Tupi - Uma Linda História de Amor
Imprensa Oficial


ELMO FRANCFORT
Rede Manchete - Aconteceu, Virou História
Imprensa Oficial

A Imprensa Oficial de São Paulo, através da Coleção Aplauso, lança dois livros de extrema importância para os estudiosos da história da televisão brasileira: TV Tupi - Uma Linda História de Amor, da atriz Vida Alves, e Rede Manchete - Aconteceu, Virou História, do pesquisador Elmo Francfort. As obras trazem, com pesquisa detalhada e farto material fotográfico, as histórias da emissora pioneira no Brasil e do sonho de se ter uma televisão de qualidade, idealizado por Adolpho Bloch.

Vida Alves esteve na Tupi desde o seu primeiro momento. Ela foi protagonista, ao lado do ator e apresentador Walter Forster, do primeiro beijo da televisão brasileira, na novela Sua Vida Me Pertence, em 1951. Atualmente é presidente da Associação dos Pioneiros da Televisão Brasileira - PROTV. No livro sobre a TV Tupi, Vida relata, com a autoridade de quem presenciou os fatos, a idéia da implantação da televisão no Brasil, levada a efeito por Assis Chateaubriand, fundador e presidente dos Diários Associados, a inauguração, em 18 de setembro de 1950, os primeiros tempos, com programação e profissionais vindos do rádio, o sucesso da Tupi, o surgimento de emissoras concorrentes, a decadência e o fim do sonho, com a lacração dos transmissores das TVs Tupi do Rio e São Paulo em 18 de julho de 1980. A obra faz mencão à produção de musicais na emissora. Entre os produtores da área figuravam Theófilo de Barros Filho (pai do compositor e maestro Théo de Barros), Magno Salermo, Abelardo Figueiredo (depois conhecido diretor de espetáculos musicais), Fernando Faro (criador de programas antológicos como Móbile, hoje de volta pela TV Cultura, e as séries MPB Especial e Ensaio, também na Cultura).

O livro sobre a TV Manchete compõe com precisão o perfil histórico da emissora criada por Adolpho Bloch e que esteve no ar de 5 de junho de 1983 a 17 de maio de 1999. Impressionam a riqueza de detalhes e o detalhamento dos fatos ligados à história da Manchete. O autor, Elmo Francfort, acompanhou toda a história do sonho televisivo da família Bloch por ter parentes próximos trabalhando na emissora. É consultor da PROTV. O livro sobre a Manchete tem espaços generosos dedicados à programação musical, dirigida por experts como Maurício Sherman, Augusto César Vannucci e Newton Travesso, e que teve produções antológicas como Bar Academia, série de programas com o melhor da música brasileira, com apresentação de Walmor Chegas, especiais memoráveis com nomes internacionais do quilate de B.B. King e Julio Iglesias, e o histórico Tom Na Mangueira, com Tom Jobim em show realizado na quadra da Estação Primeira de Mangueira. Esse programa, aliás, foi lançado em DVD no Japão. Duas obras exemplares, que retratam períodos importantes da história da televisão brasileira.

Um comentário:

kate disse...

Minha filha esta fazendo um trabalho pra a escola sobre a evolução tecnológica das tvs. E achei o texto ótimo e inclui no trabalho para a Feira Cultural da escola