domingo, 14 de dezembro de 2008

NA ERA DO SWING

BIG TIME ORCHESTRA
Ao Vivo No Bourbon Street
Blues Time/Tratore


A Big Time Orchestra é de Curitiba e se tornou atração constante no Bourbon Street Music Club, em São Paulo. Este é primeiro CD/DVD do grupo foi gravado naquela casa paulistana, em novembro de 2007. No repertório, clássicos do rock e do swing em arranjos de big band e composições próprias.

O instrumental é de primeira, mas as letras em português deixam a desejar. Não há porquê, por exemplo, verter para o nosso idioma um clássico como Just a Gigolo/I Ain't Got Nobody, eternizado pelo insuperável Louis Prima nos anos 50 e resgatado por David Lee Roth nos 80. Por mais que siga a letra original, a versão tira todo o frescor da canção. Em outros temas como Johnny B.Good e Oh! Pretty Woman, mantidos no original em inglês, o grupo se sai bem. No DVD, como extras, making of e números musicais adicionais, entre eles uma belíssima releitura de You Are So Beautiful, de Billy Preston, tornada hit em gravações de Joe Cocker e Kenny Rogers. É o melhor momento do show.

Site Oficial: www.bigtime.com.br

Como adquirir o CD e o DVD: www.tratore.com.br

Duração total: 100 minutos
Extras: números musicais adicionais, making of, galeria de fotos
Legendas: português, inglês, espanhol, japonês
Áudio: DTS, Dolby Digital 5.1, PCM Stereo
Região 0 (roda em qualquer aparelho)

8 comentários:

Anônimo disse...

Se você achou "You are so Beautiful" o melhor momento do show , é melhor ficar em casa ouvindo seus discos dos Carpenters e Barry Manilow.Você está velho demais para o Rock N Roll e para o frescor da Big Time!!!
The Punisher.

Toninho disse...

Caro Punisher (fácil se esconder atrás de um nick ridículo desses...)

Assim como você tem sua opinião, eu tenho a minha.
Ouço meus discos dos Carpenters e Barry Manilow sim, qual o problema?

Não retiro uma vírgula sequer do que disse acerca da Big Time Orchestra: You Are So Beautiful é o melhor momento do DVD, disparado!
O instrumental é de primeira, mas as letras em português deixam muito a desejar, as versões tiram o frescor das canções.
Quando cantam em inglês, ou seja, quando não complicam nem inventam, acertam.

Essa é a minha opinião. Respeito a sua, você que respeite a minha, ok?

Sem mais,
Toninho Spessoto

Toninho disse...

Punisher,
Qual é o problema em ouvir Carpenters e Barry Manilow?
Ouço mesmo, e daí?

Não retiro uma vírgula do que escrevi. You Are So Beautiful é o melhor momento do DVD e o grupo se perde quando faz versões para o português.
Se você leu com atenção o comentário, verá que eu disse que a Big Time manda bem nos temas em inglês, mas as versões são desnecessárias.
Eles fazem swing e rock'n'roll com qualidade, isso é evidente. Mas sem as versões a coisa seria melhor.

Outra coisa: tenha culhões e assuma a autoria do post com seu nome, ao invés de escolher um nick ridículo como esse...

Anônimo disse...

Haha, ficou bravinho?
Não aceita críticas sobre seu post?
Responde como se fosse um "garoto de apartamento" que passa horas atrás da tela...
Lógico que li com atenção, você que não deu devida atenção ao que foi escrito.
Respeito sua crítica, mas tenha você " culhões" para aceitar uma réplica.
Im am the real Punisher.
Missão cumprida !!!!

TONINHO SPESSOTO disse...

Mais uma prova de que você é covarde e mal informado...

A propósito, Punisher (que nickzinho de merda...), você é procurador, assessor ou tem alguma relação pessoal com alguém da banda, pra defender tão fanaticamente assim?

Ou é tietagem mesmo?
Se é tietagem, é compreensível. Todo tiete, no fundo, é meio doente...

Everson disse...

Olá Toninho! Como integrante da Big Time aceito sua crítica o que acho que todo músico deve fazer para a análise de seu trabalho. Creio que não conhecemos o "Punisher" ao qual agradeço pela defesa. Porém acho que devemos respeitar a opinião de todos. Toninho, obrigado pelos elogios e pelas críticas também. E se puder apareça em algum show nosso. Faço questão de recebê-lo. Um grande abraço!
Everson - Sax alto da Big Time.

Toninho disse...

Everson,

As críticas foram feitas com embasamento.
Quanto a esse Punisher, ele não agiu em defesa da banda, apenas me atacou.
A alegada defesa não tem qualquer embasamento. O fato dele dizer que eu devo ficar em casa ouvindo meus discos dos Carpenters e Barry Manilow se eu achei You Are So Beautiful o melhor momento do DVD não serve para atestar, na minha opinião, a qualidade da banda.
A qualidade foi, isso sim, reconhecida por mim ao dizer que o grupo se dá bem em clássicos cantados em inglês e que o instrumental é de primeira.

Um Abraço!

Everson Martins disse...

Valeu Toninho! Concordo com você!
Obrigado! E esqueçamos o punisher!
Feliz Ano Novo para você!
Abraços