terça-feira, 4 de agosto de 2009

ESTRADA RETOMADA

RITCHIE RITCHIE                            
Outra Vez – Ao Vivo No Estúdio
Canal Brasil/Pop Songs

O inglês Richard Davis Court veio para o Brasil no final dos anos 70, por sugestão de Rita Lee. Depois de passar por grupos como A Barca do Sol e Vímana, Ritchie se lançou em empreitada solo. O resultado foi avassalador. Seu primeiro compacto, com a canção Menina Veneno, parceria com Bernardo Vilhena, e o LP de estreia, Vôo de Coração, de 1983, ambos lançados pela CBS, rapidamente se tornaram campeões de vendas. O cantor e compositor se transformou em ídolo popular graças a petardos como Casanova, A Vida Tem Dessas Coisas, Vôo de Coração, Pelo Interfone e Menina Veneno. Os discos seguintes, E a Vida Continua (1984) e Circular (1985), não venderam tanto, apesar de hits como A Mulher Invisível, Só Pra o Vento, Telenotícias e Favela Music.

RITCHIE Em 1987, já na PolyGram, Ritchie lançou Loucura e Mágica e voltou a fazer sucesso com a canção Transas. Os discos seguintes, Pra Ficar Contigo (1988) e Sexto Sentido (1990), apesar de tão bem produzidos como os anteriores, não tiveram grande repercussão. O mercado fonográfico já não era mais o mesmo, o pop sintetizado do músico dividia espaço na mídia com outros gêneros populares como sertanejo, pagode e a axé music. Em 1993, ao lado de Vinícius Cantuária, Claudio Zoli, Dadi, Mu Carvalho e Billy Forgheri, Ritchie formou o grupo Tigres de Bengala, que lançou um disco homônimo pela PolyGram que, apesar de ter um hit radiofônico, Agora Ou Jamais, vendeu pouco.

SONY DSC Depois de um hiato de nove anos, lançou pela Deckdisc o álbum Auto-Fidelidade, que teve como hit Lágrimas Demais. No ano passado a Sony Music lançou uma edição comemorativa de 25 anos do álbum Vôo de Coração, com várias faixas-bônus. Entre esses hiatos fonográficos, o cantor e compositor se dedicou à internet, hoje tem uma bem sucedida empresa de web design. Mas agora ele está de volta à música com o ótimo Outra Vez – Ao Vivo No Estúdio, que sai em CD, DVD e Blu-ray (é o primeiro trabalho individual de um músico brasileiro lançado no formato; foi gravado em alta definição nos estúdios Visom Digital, no Rio) numa co-produção do selo Pop Songs, do músico, com o Canal Brasil.

SONY DSC Ritchie recicla hits como A Mulher Invisível, A Vida Tem Dessas Coisas, Nesse Avião, Lágrimas Demais, Vôo de Coração, Só Pra o Vento, Menina Veneno, Pelo Interfone, Transas e Casanova, e apresenta releituras de Mercy Street (Peter Gabriel) e Fala (de Luhli e João Ricardo, sucesso com os Secos & Molhados), além da inedita Outra Vez, dele e Arnaldo Antunes, que já começa a tocar nas rádios. Os clássicos receberam novos e criativos arranjos à base de guitarra, baixo, bateria, flauta, teclados e algumas programações. Ritchie, um dos maiores hitmakers da história do pop nacional, segue cantando bem e mostrando que está em ótima forma. A inédita Outra Vez, muito bonita, tem tudo para reconduzir o músico ao merecido sucesso. O DVD e o Blu-ray trazem como extras making of e um documentário sobre a trajetória do artista. Um dos grandes lançamentos de 2009.

Site: www.ritchie.com.br

Duração total: 127 minutos 
Extras: making of, documentário 
Legendas: português, inglês, espanhol 
Áudio: DTS, Dolby Digital 5.1 
Região 0




Ritchie
em Outra Vez (Ritchie/Arnaldo Antunes), do CD/DVD/Blu-Ray Outra Vez - Ao Vivo No Estúdio

2 comentários:

Fatima disse...

Olá Toninho!
Que blog legal o seu!
Cheguei aqui procurando informações sobre a cantora Mart'nalia e gostaria de avisar que vou colocar no meu post de amanhã um pequeno trecho do seu comentário sobre o Cd Madrugada, com os devidos creditos.
Do Ritchie eu não gosto nem um pouco, mas do seu blog gostei muito e agora vou estar sempre aqui e vc lá em casa(blog)na minha lista de favoritos.
Abrs.

TONINHO SPESSOTO disse...

Fatima,

Muito legal receber a tua visita!
Pode reproduzir o comentário sim, te agradeço muito!

Venha sempre!
Beijos!