segunda-feira, 27 de agosto de 2007

NOVO CD DE MARIA RITA SAI EM SETEMBRO


Samba Meu, terceiro CD de Maria Rita, está previsto para chegar às lojas no dia 17 de setembro pela Warner Music simultaneamente no Brasil, Portugal, Estados Unidos, México e Israel. Em outubro, será lançado na Inglaterra. Depois de ser produzida por Lenine em Segundo, a filha de Elis Regina e César Camargo Mariano lança um disco de sambas, assinado por ela e Leandro Sapucahy. O primeiro single, Tá Perdoado (Arlindo Cruz), já está nas rádios há cerca de vinte dias.

A expectativa do público é grande, assim como a da crítica. Afinal, teoricamente a cantora se propõe a um novo desafio ao fazer um projeto de sambas em co-produção com Sapucahy, músico que mescla o gênero a elementos de rap e hip hop, entre outras inovações. Ok, ela tenta se livrar das inevitáveis comparações com a mãe. Isso é válido. E já mostrou competência para cantar sambas como no primeiro disco, que trazia Cara Valente, de Marcelo Camelo, sucesso nas rádios.

Sinceramente, acho que está na hora de Maria Rita se definir quanto a um caminho. Seria a fusão de MPB tradcicional com ingredientes, digamos, mais 'contemporâneos' a opção adequada? Será essa a estrada definitiva? Tomara, pois pular constantemente de galho em galho pode ser perigoso...

3 comentários:

snkk disse...

Toninho, algo que ela pudesse mostrar
a cara dela e não a do produtor seria bem vindo.
Gosto da sonoridade dos CDs dela.
MAs tem um não sei quê de escolha do repertório que me diz que é gosto de músico produtor e não da interprete.
nisso ela nunca vai ser igual a mãe.

TONINHO SPESSOTO disse...

Grande Sonekka,

Concordo em gênero, número e grau. Até agora, ela me mostra não saber exatamente onde se fixar. Como coloquei no texto, pular de galho em galho pode ser muito perigoso...

Abração!

Danny Reis disse...

Pois é, e ela tá fazendo isso direitinho, né? Tsc... Não tem ninguém pra dizer isso a ela??? Que maldade! Se queimar assim...
Beijos, Toninho!