sexta-feira, 7 de setembro de 2007

PERY RIBEIRO GRAVA CLÁSSICOS AMERICANOS NO CLIMA DA BOSSA NOVA


PERY RIBEIRO
'S Wonderful: Movie'n Rossa
Albatroz



A idéia não é nova: regravar clássicos da canção popular norte-american com a levada da Bossa Nova. Mas justamente para que não soe datado, um projeto desses tem que ser feito por alguém que seja efetivamente do ramo. É o caso de Pery Ribeiro. O cantor, filho de Dalva de Oliveira e Herivelto Martins, deu seus primeiros passos profissionais exatamente durante a explosão do movimento, no início dos anos 60. Portanto, é credenciado o suficiente para cumprir a tarefa. Seu novo disco, o 32o da carreira, traz canções americanas que fizeram parte de trilhas sonoras de grandes filmes.

Com produção e arranjos de Raymundo Bittencourt, 'S Wonderful: Movie'n Bossa é de audição mais que agradável. Pery, em grande forma, dá doses generosas de charme e graça a canções como 'S Wonderful (de George e Ira Gershwin, utilizada em vários filmes, entre eles Sinfonia de Paris), Days Of Wine And Roses (de Henry Mancini e Johnny Mercer, de Vício Maldito), Over The Rainbow (de E.Y. Harburg e Harold Arlen, da trilha de O Mágico de Oz), Secret Love (de Sammy Fain e Paul Francis Webster, de Ardida Como Pimenta), Moon River (outra de Mercer e Mancini, para Bonequinha de Luxo) e Hi-Lili, Hi-Lo (escrita por Helen Deutsch e Bronislaw Kaper para Lili). De qualidade.

Um comentário:

Ana Paula disse...

isso deve ser bonito mesmo, hein..
eu gosto do Pery.
mesmo q fosse ruim..rs.. sabe essas coisas q vc ouviu em casa na infância? Pery Ribeiro pra mim é isso. antes até da voz excepcional q ele tem, me pega primeiro pela memória afetiva.
deve ser um discaço!